Pages

  • Twitter
  • Facebook

28 de março de 2010

Realmente...

Nenhum comentário:
 

Pensei que me arrependeria ao te ver chorar, que não tinha como eu acertar.
Mas hoje vejo que sua hipocrisia e seu egocentrismo me levaram ao limite, e eu não estou surpresa ao perceber que não me fere nem um pouco ferir você.
Você se faz de vítima, mas é a pior delas.

Reproduz sentimentos piratas como uma máquina com seu coração contraditório, e mais que isso, teima em querer estar certo quando errado está.
E eu acabei chegando ao meu limite.
Você conseguiu estragar todos os meus planos e ser minha maior decepção, me deixou em prantos de raiva e zombou da situação.

Mas agora não me importa, não me importa em saber e admitir que você não tem jeito mais e que nunca vai mudar, afinal, eu cheguei ao meu limite.
E não me surpreendo ao ver que sua dor não causa a minha.
Volte a brincar com seus brinquedos da infância e deixe a idéia de tentar tornar as pessoas seus brinquedos e suas maiores marionetes. Desista da idéia de que o mundo gira ao seu redor.
E não espero que você mude, não espero; porque você é imperdoável, o pior das duas mascaras; e pior mesmo foi eu ter acreditado tão bem nelas.
Se saiu a melhor criança, com as piores intenções.
Continue com suas intrigas mundanas porque eu cheguei ao meu limite, e procure alguem que te suporte, porque eu não te suporto mais, e agora você sabe disso.

Nenhum comentário:

 
© 2012. Design by Main-Blogger - Blogger Template and Blogging Stuff