Pages

  • Twitter
  • Facebook

14 de março de 2010

Uma palavra

Nenhum comentário:
 


Eu sinto tanto quando entendo tão bem as suas mentiras, sinto por não acreditar em todas elas, por isso ter me feito escolher não estar mais onde eu tanto almejava estar e mais do que nunca, sinto por tanto te perdoar. 
Era tão puro quando você me contava aquelas histórias onde você sempre era o herói e eu sempre sorria, meus olhos brilhavam e eu tinha orgulho de você.
Isso que acontece quando se sente tanto, se ama alguém.
Eu caí tantas vezes e jurei que viveria bem sozinha. Essa foi a pior mentira que usei para me enganar, muito pior por ter perdoado suas mentiras.
Hoje em dia é tão comum assim, pensar no futuro sem pensar no fim. Amar confunde, pode te fazer tão bem mas fere também. Sentir e não ser correspondido, ser correspondido por quem te fere. Qual a melhor opção? Era melhor não preferir nenhum, mas no fim sempre ganha a mesma denominação.
E se algum dia alguem me perguntar a palavra mais contraditória, misteriosa e enganosa que existe, eu responderia: amor.

Mas isso não me faz uma pessoa incrédula.

Nenhum comentário:

 
© 2012. Design by Main-Blogger - Blogger Template and Blogging Stuff